Junta-te ao grupo, ou esquece viver ....

Uma turma, 17 pessoas. Dois grupos.
Bebes,fumas, drogas-te, se borga se vive. Estudas, divertes-te, não tens vicíos, lutas pelo que queres, esqueces o destino enfrentas os problemas.
12º - e ninguém supunha que isto fosse acontecer.
Nas aulas os professores vêem um mar de rosas e estre-ajuda. A abertas as portas da C11 começam os grupinhos. És excluido, ignorado. Precisam de algo lá estás tu, não há nada a pedir, ficas tu e mais alguém que ficou de fora.
Outrora eramos um só, orgulhava-me de assim o sermos, mas agora. Gosto de viver, sorrir aproveitar cada instante, cada momento, todavia não da mesma forma que os outros. No fim sou a má da fita.
Passavamos os intervalos juntos no meio de gargalhadas, quer fossem aulas, tardes livres ou furos, estavamos juntos, eramos um só. Dói o presente.

Eis que chega a altura de decidir a viagem de finalistas. Escolheu-se Lloret, que novidade, não há mais nada. Paraíso do sexo, droga, alcóol e sem pais, oh que bom.
Eu e os outros escolhemos outro destino, Benalmadena.
Ou era isto ou ir para Lloret andar com duas pessoas a vaguear. Surgem as criticas de nos termos separado. Mas será que alguém entende o que se vive no presente?! Opta-se por outro lugar com as pessoas com as quais no identificamos, restam aquelas para as coisas somos material reciclado que se usa, e recicla constantemente.
Todavia, relembrando o passado, vem aquela dor. A dor do quem me dera que não fosse assim. Teremos feito a melhor opção ao passarmos a ser os outros no destino da treta, para eles?!
Aproveitar a viagem ou viver na desilusão.

Aceitam-se críticas !

1 comentário:

givemeanothersmile disse...

Eu vivo com a dor do quem me dera há muito tempo :x