Metamorfose

Digam o que disserem, vivemos sempre na ilusão de tudo voltar ao que era. A traição é pecado, mas pecadores somos, todos, nós se não soubermos perdoar.
Quando nos apegamos às pessoas é difícil conseguirmos quebrar aquele laço afectivo que nos prende, e se o tentarmos fazer é como se uma parte de nós se fragmentasse.
Sempre ouvi dizer que a felicidade não dura para sempre, já tenho argumentos que o provem. Também ouvi dizer que quando somos felizes não damos conta que o somos e não valorizamos essa alegria.
Os momentos que contigo partilhei foram os melhores que já vivi. Éramos um só corpo e uma só alma. Vivíamos todos os momentos como se não houve amanhã. Nós éramos a felicidade humana. Mas, nem todas as histórias podem acabar bem. Ás vezes por mais que releiamos a mesma história vezes sem conta, não conseguimos encontrar, o Momento.
Traíste-me. Não interessa o tipo de traição, mas sim que foste Tu a trair-me. Isso sim me fere e corrói a alma.
Idealizas, planificas, sonhas, e quando menos esperas tudo cessa, e ficas envolta na solidão, procurando saber onde falhas-te, recebendo todo o amor que ofereces-te em forma de egoísmo e mentira. Tentas encontrar as tuas fraquezas, mas quando o fazes a outra pessoa parece querer expulsar-te da sua vida com mais pujança. É tarde. Olhas em volta e estás só, rodeada de gente. Corpos desprovidos de almas.
Se me questionarem sobre o sucedido, direi somente que fui traída, não ousem questionar-me mais. Dei a minha alma e recebi-a fragmentada. Aviso que neste momento ela está a reconstituir-se, e quando esta metamorfose estiver completa direi somente: Obrigada, por me tornares mais forte.


. Porque o amor é uma doença, na qual julgamos ver uma cura e Tu és um mar de gente sem rumo.

2 comentários:

Mikhael disse...

Um corpo desprovido de alma jamais etenderá tal agradecimento.








Já se nota essa tal nova resistência que, pode ou não ser efectivamente uma força.

Gostei. Parabéns (pela sinceridade manifestada)

EspelhoDaMinhaAlma disse...

Ele foi uma etapa, uma pessoa que te fez feliz e que, agora, já não tem nada para te dar. E tu não podes viver agarrada ao passado,pois há mais pessoas dispostas a "oferecer" =)